Uma conversa pode salvar

13/03/2017

Com a descriminalização do uso da maconha no Canadá, algumas outras questões surgiram para as autoridades de saúde. Uma delas é a prevenção de acidentes, especialmente entre os adolescentes. Por lá é permitido dirigir a partir dos 16 anos. Um estudo recente encomendado pela Drug Free Kids Canadá descobriu que quase um terço (32%) dos adolescentes acha que dirigir após usar maconha não é tão arriscado como dirigir embriagado. E um em cada quatro jovens disse já ter pego carona com um motorista que tinha fumado. Do lado dos pais, 1 em cada 5 considera dirigir após consumir álcool mais perigoso que dirigir “chapado”.

Um dos grandes acertos da campanha, criada pela FCB/Six de Londres, é o tom nada professoral. Toda a ideia da campanha surge em torno da necessidade de pais e filhos iniciarem uma conversa sobre o uso responsável da maconha. Para ajudar no diálogo, o filme pode ser customizado para cada família. Pelo site, o pai ou a mãe se cadastra e a peça exibe ao final, o nome de ambos. Também há dicas extras com mitos e fatos sobre o uso da maconha e outras drogas.

Dados da pesquisa

De acordo com a Drug Free Kids Canadá, o número de acidentes causado por motoristas chapados está preste a ultrapassar o de motoristas embriagados (a diferença não chega a dois pontos percentuais). A maconha já é a droga que mais causa acidentes fatais entre motoristas jovens (na faixa etária 16-24 anos). E é também a mais popular. O número de jovens (22%) e jovens adultos (26%) que consumiram maconha no Canadá, em 2013, foi mais de duas vezes e meia maior que o de adultos com mais de 25 anos (8%)

Entre os adolescentes, a cannabis é a substância mais comum de uso diário dos adolescentes, mais do que o álcool. De acordo com estudos do governo canadense, 6% dos alunos do ensino médio usam maconha e 3% fazem uso de álcool.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.