Krokodil, a droga zumbi

30/11/2016

A Desomorphine ou Krokodil é uma espécie de heroína caseira, feita de de iodo, gasolina, heroína, solvente de tinta, palito de fósforo e codeína (mais comumente encontrada em pílulas para dormir). Popular na Rússia, entre adictos de baixa renda, está começando a se espalhar pela Europa e Estados Unidos. Esta droga causa o apodrecimento de partes do corpo (daí a alusão aos zumbis) e pode levar a uma morte dolorosa.

photos_composition-1

O curta impactante feito para a ONG Prevention Krokodil descreve os efeitos da droga no corpo. De acordo com a ONG, os ácidos e subprodutos tóxicos da droga danificam o tecido situado no local das injecções, causando lesões que se assemelham à pele de crocodilo e pode levar rapidamente a putrefação. Na maioria dos casos, a amputação foi inevitável. A expectativa de vida de um usuário de Krokodil é de 2 ou 3 anos. Em alguns casos, as primeiras doses podem ser letais.

De acordo com a ONG, a droga surgiu na Sibéria em 2002. Estima-se que apenas na Rússia, mais de um milhão de pessoas seja viciado em krokodil. Entretanto, há poucos centros de reabilitação especializados na reabilitação de usuários. Na Europa Oriental, vem se espalhando rapidamente como substituto barato da heroína e já chegou na França, Alemanha e Bélgica. Segundo a Prevention Krokodil há relatos da droga nos EUA e México.

Lágrimas de crocodilo

A VICE fez um programa especial chamado Lágrimas de Crocodilo sobre o krokodil, que pode ser conferida em português aqui. De acordo com a reportagem 21% dos russos são viciados na heroína comum e o krokodil vem se espalhando rapidamente entre a população de baixa renda.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.