Maternidade roubada

04/12/2017

A maternidade em cheque nesta campanha de trânsito emocionante, da ONG canadense Madd (Mothers Against Drunk Driving) do Canadá, bancada pelo Uber.  O objetivo é conscientizar sobre os perigos e as consequências de dirigir depois de beber. É uma campanha de impacto, embora sem cenas fortes de acidentes. Mas é impossível ficar impassível diante da tristeza de uma mãe.

A partir do conceito “No mom should have motherhood taken away” (nenhuma mãe deveria ter sua maternidade roubada), o comercial (assista abaixo) encoraja os espectadores a considerar o quanto as suas decisões têm um impacto duradouro sobre a vida das pessoas mais próximas.

A criação é da canadense Zulu Alpha Kilo.

No Brasil

A legislação ficou mais rígida nos últimos anos. E as consequências do álcool no trânsito são duras e variam de acordo com a gravidade. As principais punições:

Administrativa – realizada quando o condutor é autuado sob efeito do álcool. As consequências são a suspensão do direito de dirigir por 12 meses, recolhimento da carteira de habilitação, multa de aproximadamente R$ 2,900,00, 7 pontos na carteira e retenção do veículo até a apresentação de condutor habilitado.

Criminal – para que seja configurado crime, além de dirigir sob efeito do álcool o condutor deve apresentar capacidade psicomotora alterada. O Código de Trânsito, no artigo 306, prevê possibilidade de pena de 6 meses a 3 anos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.