Morte ao vivo

18/01/2017

this-popular-vlogger-died-in-a-shocking-car-crash-live-on-youtube-or-did-she

A moça da imagem acima é uma das vloggers mais influentes de Israel, Ashley Waxman Bakshi, famosa pelos tutoriais e dicas de beleza. Ela transmitiu a própria morte ao vivo. O acidente automobilístico aconteceu após a moça pegar o telefone para responder perguntas de fãs durante a transmissão do live, enquanto dirigia o próprio carro. Clique aqui para ver  a cena, que é transmitida aos 6 minutos.

As cenas foram transmitidas  em 16 de dezembro para uma audiência de 2.500 pessoas que assistiam ao vídeo ao vivo (no dia seguinte mais de 50 mil já haviam assistido nas mais diversas plataformas). Mais uma vítima do celular ao trânsito. Neste caso, entretanto, o final foi feliz – bem diferente do que acontece na realidade. Era apenas uma campanha da Or Yarok (a Associação de Segurança no Trânsito de Israel). Se você consegui assistir o filme em hebraico, deve ter notado que  depois de 10 segundos, ela reapareceu na tela vivinha para explicar os perigos das distrações enquanto dirige. Abaixo o filme (com legendas em inglês) que mostra toda a ação criada pela agência BBR Saatchi & Saatchi de Tel Aviv.

Mata muito

Dados de uma pesquisa do Observatório Nacional de Segurança Viária apontam que 98% dos acidentes de trânsito são causados por erro ou negligência humana. Em primeiro lugar no ranking está a prática de fazer ligações ou mandar mensagens enquanto dirige. O motorista perde cerca de cinco segundos de atenção ao desviar seu olhar para ler a mensagem no aparelho. Se estiver a 80 km/h, terá percorrido um campo de futebol sem ver o que está acontecendo do lado de fora. Segundo estudo americano do Departamento de Trânsito e Segurança nas Estradas dos Estados Unidos (NHTSA), usar o telefone enquanto dirige ou caminha aumenta em 400% as chances de acidente.

Entre os dias 29 de dezembro a 2 de janeiro deste ano, foram contabilizados em todo o Brasil 376 ocorrências de mortes, 2.410 acidentes com sequelas permanentes e 543 reembolsos de despesas médicas, cujas indenizações foram solicitadas à Seguradora Líder-DPVAT. No Brasil, um infrator que conversa ao celular (mesmo pelo fone ou viva-voz) pode ser multado em 130,16. Quem é flagrado manuseando o telefone celular enquanto está ao volante tem um peso ainda maior no bolso. A punição, que era considerada uma infração média, passou a ser gravíssima – o valor da autuação subiu 125%, passando de R$ 130,16 (infração média) para R$ 293,47 (gravíssima). As informações são do site Viver Seguro no Trânsito.

Nos EUA, as autoridades atribuem o aumento das mortes no trânsito ao uso de aplicativos para celular. Leia mais aqui.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.