Primeiro banheiro

16/05/2017

Segundo a lenda um pescador estava com sua simples canoa navegando no rio Parnaíba quando uma forte tempestade o surpreende. Arremessado contra uma enorme parede de pedras, se vê salvo pela Nossa Senhora dos Milagres. Em homenagem à Santa milagrosa, funda um povoado nas cercanias da pedra. Hoje o turismo religioso é a maior fonte de renda do município Milagres (MA). Com menos de 10 mil habitantes, a maioria da população é miserável e sem acesso à saneamento básico e luz elétrica. Tem um dos piores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do país. A cidade virou o cenário do projeto Banheiros Mudam Vidas, da Neve, marca de papéis higiênicos e produtos de higiene pessoal.

Em Milagres do Maranhão, Neve desenvolveu um banheiro que independe de esgotamento sanitário e abastecimento de água para funcionar. A solução foi adaptada de um modelo de sanitário seco, conhecido como Bason. A iniciativa tem o apoio da Unicef e a ideia é levar o projeto para as regiões onde há mais dificuldades de acesso ao saneamento básico.

O modelo bason, que é um banheiro seco compostável é uma solução de baixo custo (versus a construção de fossas e os sistemas tradicionais), produzida com recursos locais (para garantir o empoderamento local e a sustentabilidade a longo prazo), sem dependência de água e autossustentável (ou seja, que permitisse às comunidades que se apropriassem da solução e a replicassem com mais facilidade).

Os dejetos sólidos são coletados numa cabine e, com o uso combinado da serragem (matéria seca) e a incidência constante de sol, após 6 meses de armazenagem essa matéria orgânica se transforma em adubo. Já a urina coletada é transportada por um cano até um círculo de bananeiras que deverá ser construído próximo ao local. O banheiro ainda conta com uma estrutura completa: chuveiro, torneira e pia (em caso de água potável disponível), telhado, iluminação com garrafa pet, porta e janela, e é voltado para áreas rurais, aonde há mais espaço, boa incidência de iluminação solar e possibilidade de plantio do círculo de bananeiras (ou qualquer outra planta que realize o processo de evapotranspiração).

Pelo site dá para baixar a cartilha que ensina com detalhes como fazer o banheiro seco. Para viabilizar o projeto, Neve selecionou oito jovens brasileiros, sendo sete deles universitários de diferentes regiões do país e um deles morador e representante do município de Milagres do Maranhão, cidade em que foi realizado o piloto . Eles contaram com o suporte de mentores e convidados especiais para capacitá-los, entre eles, a Mandalah (consultoria em inovação), Projeto Caracol (consultoria em permacultura e bioconstrução), Aline Matulja (engenheira ambiental) e Acupuntura Urbana (consultoria em mobilização de comunidades). Durante o mês de julho de 2016, os jovens passaram cinco semanas em uma casa no bairro do Sumaré, em São Paulo, desenvolvendo o projeto.

Metade do país

A ação Banheiros Mudam Vidas foi lançada no final do ano passado e faz parte da campanha mundial Toilets Change Lives da holding Kimbery-Clark, dona da marca. A atuação da se dá por meio de duas iniciativas principais: a parceria com o UNICEF, na região da Amazônia Legal, e o desenvolvimento de uma solução de banheiro capaz de atender áreas em que há falta de esgotamento sanitário ou abastecimento de água. O filme #MetadeDeNos marca o lançamento da campanha.

O site oficial lembra que saneamento básico é precário em praticamente 50% do país. Segundo dados do Sistema Nacional de Informação sobre Saneamento 2014 do Ministério das Cidades, 49,84% do esgoto gerado no Brasil não é coletado e é despejado irregularmente. E é inexistente para quase 40 milhões de pessoas, que não têm acesso à água tratada em nosso país, de acordo com a Pesquisa Nacional de Domicílios (PNAD) de 2014. Mais de 4 milhões de pessoas no Brasil estão vivendo em domicílio ou propriedades sem banheiro. A parceria entre a Neve e a Unicef se estenderá até 2018 e alcançará cerca de 300 municípios da Amazônia, onde vivem aproximadamente 5 milhões de crianças e adolescentes. A região apresenta os piores índices de saneamento básico do Brasil.

Até o personagem icônico das propagandas de papel higiênico, Alfredo, participa da campanha:

O conceito da comunicação foi criado pela agência Iris e a agência responsável pelas peças out of home (OOH) é a DPZ&T.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.