Efeitos do álcool

25/08/2017

Bebeu, pegou a direção, sofreu acidente. A nova campanha do trânsito traz uma mensagem clara sobre o álcool na direção. Não é à toa. De janeiro a julho deste ano, foram flagrados 14.943 motoristas dirigindo após ingerir  bebida alcoólica.

 

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, dirigir sob a influência de álcool é infração gravíssima, com multa no valor de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir. A reincidência no período de até 12 meses acarreta multa em dobro: R$ 5.869,40. Além disso, a recusar o bafômetro é considerada infração de trânsito.

Uma concentração superior a 0,3 miligrama por litro pode levar a pena de detenção varia de seis meses a três anos. Em anúncios, o Detran divulgou uma tabela que mostra uma tabela com os efeitos e doses das bebidas.

Mortes no trânsito

Os acidentes de trânsito são o primeiro responsável por mortes na faixa de 15 a 29 anos de idade no mundo, o segundo na faixa de 5 a 14 anos e o terceiro na faixa de 30 a 44 anos. O que representa um custo de US$ 518 bilhões por ano ou um percentual entre 1% e 3% do PIB (Produto Interno Bruto) de cada país.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), todos os anos aproximadamente 1,3 milhões de pessoas morrem vítimas da imprudência ao volante. Dos sobreviventes, cerca de 50 milhões vivem com sequelas. O levantamento foi feito em 2009 em 178 países. Além disso, o trânsito é a nona maior causa de mortes do planeta.  A ONU quer que os países se comprometam a salvar cinco milhões de vidas no planeta até 2020 por meio da adoção de políticas, programas, ações e legislações que aumentem a segurança nas vias especialmente para pedestres, ciclistas e motociclistas – que correspondem a mais da metade das estatísticas sobre mortes no trânsito, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). O objetivo do Plano Global é que, ao final da Década de Ação, aumente em 50% o número de países com legislações abrangentes acerca do tema.

O Brasil aparece em quinto lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito, atrás da Índia, China, EUA e Rússia. Segundo o Ministério da Saúde, em 2015, foram registrados 37.306 óbitos e 204 mil pessoas ficaram feridas.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.