15/06/2016

Mulheres

Você pode ajudar as vítimas de abuso sexual.

Ela é alguém

15/06/2016

O elenco da popular série Girls – Allison Williams, Zosia Mamet, Lena Dunham, e Jemima Kirke – lançou a campanha “She is Someone” em repúdio à cultura do estupro. O vídeo é um repúdio à pena branda de apenas seis meses ao estuprador Brock Allen Turner, estudante e atleta da Universidade de Stanford (a gente falou sobre este caso aqui).

As atrizes querem provocar o debate e mudar a percepção da sociedade sobre as mulheres vítimas de agressão sexual. No vídeo, elas questionam porque a reação é tentar silenciar, envergonhar ou desacreditar as vítimas. Elas apontam algumas atitudes que, embora pareçam simples, podem ajudar as vítimas a superar a violência: escutar, apoiar e acolher.

As atrizes aproveitam ainda para lembrar que, de acordo com o Centers for Disease Control and Prevention, uma em cada cinco mulheres norte-americanas é abusadas sexualmente em sua vida, sendo que em 80% das vezes, o agressor é alguém que eles conhecem. E uma entre quatro vítimas tem menos de 18 anos quando sofre a violência.

No Brasil

A cultura do estupro também entrou na pauta dos debates nacionais aqui no Brasil após o estupro coletivo de uma menina de 16 anos no Rio de Janeiro no mês passado. A violência foi filmada e postada pela internet. Embora envolvendo menor de idade e cenas de vídeo explícito, a vítima começou a ser tratada como culpada e o delegado do caso chegou a levantar suspeitas sobre se não se tratava de algo consentido. Após uma onda de revolta da opinião pública, o caso foi para uma delegada e três suspeitos foram presos (veja mais sobre isso aqui e aqui). No Brasil,  a cada 11 minutos uma mulher é violentada de acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Entretanto, estima-se que os dados estejam subnotificados, porque as pesquisas mostram que apenas 10 % das mulheres têm coragem de denunciar.