Bob Esponja na Amazônia

12/07/2017

Os Corais da Amazônia têm um novo defensor – uma celebridade que irá enfrentar a gigante petrolífera BP e lutar por justiça. É o Bob Esponja Calça Quadrada. Sendo uma esponja-do-mar e um morador de um recife de corais, ele se preocupa com o meio ambiente. E, já que existem 60 espécies de esponjas nos Corais da Amazônia, a questão é pessoal.

A BP é a mesma empresa por trás do devastador derramamento de petróleo de 2010 no Golfo do México. Na arte da campanha, lançada na semana passada pelo Greenpeace UK,  Bob Esponja aparece embebido em óleo preto em algumas imagens e empunhando placas de protesto contra a BP em outros. A criação é da Don’t Panic.

De acordo com o Greenpeace, 1.142.495 pessoas já assinaram a petição.

Porque o Bob Esponja foi escolhido

O Greenpeace listou as razões para o Bob Esponja ser o defensor dos corais da Amazônia:

1. Ele é um ativista nato

Qualquer um que já tenha assistido a um episódio do desenho sabe que ele é uma esponja-do-mar de vanguarda. Ele já chamou atenção para as mudanças climáticas e já defendeu os direitos dos trabalhadores contra o ganancioso Senhor Sirigueijo. Então, sua determinação para defender os Corais da Amazônia vem de muita experiência.

Ele também não é um iniciante em ações diretas. Em um episódio, Bob Esponja fez uma campanha para salvar o Campo das Águas-vivas. Quando tudo parecia perdido, ele parou na frente da escavadeira, foi preso e ainda conseguiu mobilizar milhares de pessoas para impedir que a escavadeira destruísse o preservado lar das águas-vivas.

2. Seu criador é um biólogo marinho

O Bob Esponja surgiu como um personagem para ensinar crianças sobre a importância de proteger os oceanos. Em 1984, ele escreveu um quadrinho sobre animais que vivem em piscinas naturais, que, anos depois, virou o rascunho do desenho Bob Esponja e, ainda, resultou em um prêmio sobre conscientização da proteção dos mares.

Além disso, o Bob Esponja é bem famoso entre os cientistas. Pesquisadores de fungos (chamados também de micologistas) descobriram uma espécie na Malásia que produz uma fruta da cor de uma esponja laranja, para eles, parecido com o Bob Esponja. O nome que eles deram ao fungo? Spongiforma squarepantsii. Isso é sério.

3. Ele vive em um recife de corais

Apesar de se parecer mais com uma esponja de banho, o Bob é uma esponja-do-mar. Nos Corais da Amazônia existem muitas como ele. Na expedição que o Greenpeace fez para ver as primeiras imagens dos Corais debaixo d’água, vimos até uma esponja amarela (quase quadrada). Seria um primo distante do Bob Esponja? Que nome você daria a ele?

Na expedição que o Greenpeace fez para registrar imagens dos Corais da Amazônia, foi encontrada a esponja-do-mar amarela da imagem acima. Seria um primo distante do Bob Esponja?

O Bob Esponja mora em um recife de corais chamado Fenda do Biquíni, que fica no Atol de Bikini, no Oceano Pacífico. Seu melhor amigo, Patrick, é uma estrela-do-mar e seu vizinho, Lula Molusco é um polvo (sim, mesmo com esse nome). Seu chefe é um caranguejo e sua amiga de esportes radicais é uma esquila com capacete de astronauta que vive em um iglu de vidro…

Ok, não há tanta coisa em comum com os Corais da Amazônia, mas quem sabe, né? Conhecemos apenas uma pequena porção desse ecossistema. Vai que ali também existe um esquilo vivendo em um iglu…

4. Ele tem muitos seguidores

Se você está na Internet, você já viu algum meme do Bob Esponja. Ele é uma sensação que viraliza e uma fonte de piadas e ideias. Então, nos parece uma ótima ideia tê-lo ao nosso lado para espalhar a mensagem de que a petrolífera BP deve ficar longe dos Corais da Amazônia.

5. Ele é determinado

Segundo a Wikiesponja, o Bob Esponja é muito determinado e sempre termina as tarefas que começa. É exatamente o tipo de atitude  que precisamos para defender os Corais da Amazônia.

Seu modo inocente de encarar o mundo faz com que o Bob Esponja veja tudo com muito entusiasmo, mesmo quando a sorte está contra ele. Ele nunca desanima com as complexidades da vida ou com o cinismo sem piedade de seus companheiros marinhos. Ao contrário, ele dedica seu trabalho à crença de que um mundo melhor é possível.

Com informações do Greepeace e Design Taxi.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.