Brinquedo é mais perigoso?

03/04/2017

Todos os dias, em média, 309 pessoas nos Estados Unidos são baleados em assassinatos, assaltos, suicídios e tentativas de suicídio, tiroteios não intencionais e intervenção da polícia. Mais de 30 mil pessoas morrem anualmente de mortes causadas por armas. Apesar de serem indiscutivelmente o produto de consumo mais perigoso no mercado, a regulamentação governamental envolvida na fabricação das armas é mínima. Este é o ponto atacado na campanha Teddy Gun.

A campanha criada pela FCB para o Illinois Council Against Gun Violence(ICHV), uma organização sem fins lucrativos dedicada à prevenção de violência e controle de armas, quer mobilizar a população para tornar mais rígida a regulamentação sobre armas nos EUA. “O Teddy Gun é um símbolo profundo, mas tragicamente irônico, da ausência de regulamentações governamentais de um dos produtos de consumo mais perigosos”, disse Colleen Daley , Diretora Executiva do ICHV, em release distribuído à mídia. “Nosso objetivo com a Teddy Gun é aumentar a conscientização e incentivar as autoridades eleitas a apoiarem medidas que possam salvar vidas”.

A fabricação de ursinhos de pelúcia, segundo a ONG, são obrigados a cumprir normas de segurança muito mais rígidas do que armas. O Teddy Gun se assemelha a um brinquedo, mas, para evitar as estritas regulações colocadas em brinquedos, foi projetado como uma arma.

Inesquecíveis

ICHV tem chamado a atenção para a epidemia de violência armada com campanhas que provocam a reflexão sobre a facilidade de uso das armas. A organização fez parceria com a agência de publicidade FCB em 2015 para criar a campanha “Unforgotten”, uma instalação premiada de arte e experiência interativa representando vítimas reais de violência armada.

O vídeo da campanha de três minutos apresenta entrevistas com membros da família e mostra as estátuas – vestidas com roupas e acessórios usados pelas vítimas. As estátuas foram colocadas em parques, em calçadas e em abrigos de ônibus. E termina pedindo aos espectadores para “ajudarem a tirar as armas das mãos erradas”.

O ICHV é a maior e mais velha organização que trabalham para conter a violência por armas de fogo. Fundada em 1975 por quatro mulheres de Chicago preocupadas com as conseqüências trágicas da proliferação e disponibilidade de armas, a ICHV trabalha em várias frentes para educar, aumentar a conscientização pública e construir coalizões para promulgar mudanças nas leis e no comportamento.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.